Competição de Formação, sem pressão e nível competidor.



      Vamos aqui separar a competição para formação de professores e o Competição nível profissional.





      Iniciaremos falando da competição para formação de professores:

    A competição: Deve servir a formação de professores e não a pressão de vitória, essa experiência deve existir sim, mas com intuito de formar o futuro professor.


       A Pressão: A pressão que alguns alunos sofrem e que é imposta por si mesmo, vem de um fundo egocêntrico, é aquela impressão que o aluno tem em meio a um campeonato com 16 áreas de luta simultâneas, que todos no ginásio estão observando somente a luta dele, ou ainda o que os outros irão pensar caso eu perca ou pior, como eu vou lidar com o espelho caso perca, pois afinal eu sou o que há de melhor no mundo. Essa pressão deve ser trabalhada pelo professor no sentido do aluno entender que perder ou ganhar não tem essa importância e nem apelo. Mas sim o simples aprendizado nos dois casos.



      Graduação de Professores: Graduar alunos ao nível professor sem este ter passado pelo crivo de  vencer suas vaidades, é um estelionato com qualquer arte marcial, pois pressupõe que chegando a uma graduação de faixa preta, este irá dar aulas, um professor que não sabe lidar com seu ego, vaidades e medos, com certeza não poderá formar e nem ser exemplo de uma conduta serena para seus alunos. Será um enganador.



Não existe meia gravidez: Assim como não existe meia gravidez também não existe meio professor, abaixo citamos exemplos de matérias indispensáveis ao futuro professor:

- Honestidade; Serenidade; Vencer o ego; Capacidade Técnica e Valor moral elevado.


     A dica para os alunos terem essa experiência deverá ser , a participação de campeonatos internos e eventos locais e regionais. Assim o alunos estarão entre aspas seguro pela família, amigos, enfim. Não é raro depois dessa experiência estes que tinham medo começarem a querer tronar isso uma rotina.

      Já o nível competidor é um parâmetro totalmente diferente de quem tem a experiência apenas para que seu mestre ou professor possa avalia-lo sob pressão, este nível se deferência pelo alto grau físico, técnico e tático, além de não ter qualquer ligação com as competições utilizadas pelo mestre para o autoconhecimento do futuro professor.


Quantos campeonatos de Jiu Jitsu McGregor participou? isso reflete na sua formação.


          O mestre de academia que diz que vai graduar o aluno ao nível professor sem este ter ao menos lutado duas vezes em cada graduação, esta mesmo é vendendo a faixa, em nome de preservar a vaidade e os medos do futuro professor, e o principal, o comprometimento com a arte, um frequentador de campeonatos de jiu jitsu jamais amarraia a faixa como o faixa " Marrom " na foto, ainda existem aqueles que na realidade usará essa desculpa “ EU QUERO JIU JITSU SÓ PARA HOBBY* ”, se é esse pretexto, está bem, mas este não poderá ser graduado professor, quem o faz em nome do jiu jitsu comercial, incorre no art. 171, do código penal. A não muito tempo atrás nas academia sérias, a faixa preta daqueles alunos que não competiam era a faixa roxa sem graus. Quem sabe a confederação torne isso um pré-requisito. Tirando das mãos dos professores mercenários esse comércio.

*atividade exercida exclusivamente como forma de lazer, de distração; passatempo.

      Está professor que gradua sem esse cuidado está enganando nossa comunidade e o aluno desaviado.


Venha conhecer uma escola que vai te respeitar e nunca te enganará! 


Clique abaixo e marque sua aula experimental.


 Aula Grátis






Escrito por : Wellington Monte – Professor Faixa Preta 4º Grau.






Postar um comentário

0 Comentários